Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Janela Aberta para o Mundo

Janela Aberta para o Mundo

Quatro Anos Depois

Pois é, já passaram quatro anos desde que me propus  recomeçar a escrever, mas nada aconteceu. Já me nasceu uma netinha que eu adoro e com quem passo muito tempo. Não vale a pena falar aqui da alegria que é ser avó pois todos sabem que é inexplicável, só quem sente este amor pode entender o quão gratificante é.

Dirão vocês, (embora eu saiba que ninguém lê, que escrevo para mim própria) então porque não escreves sobre a alegria de ser avó, já que a fonte da escrita secou? Justamente pelo motivo que acima mencionei, tornar-me-ia repetitiva, pois todos sabemos desse bem incomensurável que é ter a atenção de um ser tão pequeno e indefeso, para quem nós somos heroínas.

Hoje apenas quero experimentar a sensação do que é tocar nas teclas de escrita, compreender se ainda existem palavras e sentimentos dentro de mim, escutar no silêncio, se tenho a capacidade de sentir, porque o vazio me tornou prisioneira de mim mesma.

Hoje dia 2 de Janeiro de 2019 escrevi umas palavras que deixo na minha janela e isso já me deixa mais liberta.

B.F.

 

Re (Começo)

Tem este blog o propósito de me reconciliar com a escrita, de que tanto gostava, mas que abandonei, há já alguns anos, quando resolvi cortar relações com tudo o que me dava prazer. Vá-se lá saber por que carga d'água me deixo levar pela tristeza, abandonando os pequenos prazeres da vida, só porque ela, a vida, numa altura qualquer me castigou, ao me colocar em situações desagradáveis, algumas não me atingindo diretamente, mas através de quem mais amo o que ainda é pior. Hoje consigo olhar para trás com menos rigidez e apetece-me de novo soltar palavras, mesmo sabendo que ninguém vai ler, contudo preciso treinar o raciocínio. Assim, escrevo para sentir que ainda estou viva...